Factor Solar dos Vãos Envidraçados – Eficiência Energética

Para além do coeficiente térmico dos vãos envidraçados é importante considerar o factor solar do vidro que os compõe, pois no Verão permite reduzir a quantidade de calor que entra pelo envidraçado através da radiação solar.

O Factor solar do envidraçado é o quociente entre a energia transmitida para o interior através de um vão envidraçado com o respectivo dispositivo de protecção e a energia da radiação solar que nele incide. RCCTE (Dec.-Lei n.º 80/2006)

Factor Solar - Vãos Envidraçados
Factor Solar – Vãos Envidraçados

Valores retirados do RCCTE (Dec.-Lei n.º 80/2006). As linhas horizontais representam os coeficientes de referência e os limites máximos constantes no regulamento para as zonas climáticas.

As protecções exteriores à excepção do estore com lona muito transparente cumprem os coeficientes de referência do RCCTE para dispensa de verificação detalhada do regulamento.

As portadas de madeira exterior de cor clara têm o melhor desempenho.

As persianas de réguas e as venezianas são soluções que têm bastantes vantagens no Verão, pois para além de terem um factor solar baixo (reduzindo a entrada de calor através da radiação solar) permitem a entrada de ventilação natural quando estas estão fechadas.

Dentro das soluções de protecção interior a protecção entre os dois vidros (no caso de caixilharias duplas ou simples de vidro duplo) tem um melhor desempenho.

As protecções opacas embora tenham um melhor desempenho não permitem a entrada de luz natural para iluminação durante o dia, não sendo por isso recomendáveis.

Eficiência Energética - Tipos de Vidros
Eficiência Energética – Tipos de Vidros

Deixar uma resposta